Bola Colorida

1 Cidade, 2 Bairros, 2 Equipas, 1 Ferramenta: 

Interculturalidade • Direitos Sociais • Direitos Humanos • Capacitação • Integração • Cooperação

Entre 2018 e 2019 o projeto Bola Colorida utilizou a modalidade Futebol de Rua para promover o diálogo intercultural, a inclusão e capacitação de crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social, residentes em dois bairros da cidade de Lisboa – Horta Nova em Carnide e Quinta do Cabrinha em Alcântara. O projeto resultou da estreita colaboração entre a ANFR-FUTRUA e a Academia Cidadã e foi financiado pela Federação Portuguesa de Futebol e pela Junta de Freguesia de Carnide. O Bola Colorida apareceu em 2018 para dar novo fôlego às intervenções já iniciadas em ambos os bairros pelas duas organizações e pretende contribuir para a capacitação de pessoas e organizações, celebrar a interculturalidade, a cooperação, os Direitos Humanos e Sociais.

Dois bairros, duas equipas – uma ferramenta!

O projeto Bola Colorida baseou-se na criação de duas equipas de Futebol de Rua, uma em cada bairro, que passaram a colaborar e a desenvolver intercâmbios com o propósito de fundar uma única equipa – a equipa Bola Colorida. Motivado pela metodologia e prática do Futebol de Rua, o Bola Colorida fomentou sinergias positivas entre públicos e organizações, bem como atuou na promoção dos Direitos Humanos e Sociais, nomeadamente nos âmbitos da igualdade de género e aceitação da diferença, no combate ao racismo, xenofobia e discriminação pela orientação sexual. Neste sentido, o projeto integrou atividades desenvolvidas em cooperação com várias organizações que atuam no apoio a grupos e comunidades vulneráveis, como refugiados/as e as comunidade cigana e LGBTI+.

Horta Nova e Quinta do Cabrinha

A população do bairro da Horta Nova é maioritariamente de etnia cigana, ascendência africana e portuguesa, e sofre de grande vulnerabilidade socioeconómica devido a barreiras culturais, sociais e territoriais. A ANFR intervém neste território há alguns anos, inicialmente em parceria com a Associação Jardins Escolas João de Deus, no âmbito do projeto Oficinas João de Deus, do Programa BipZip da Câmara Municipal de Lisboa, e mais tarde com a atividade FUTRUA na Horta Nova, que conta com o apoio da Junta de Freguesia de Carnide. O bairro da Quinta do Cabrinha foi construído entre 1998 e 2002 no vale de Alcântara, os seus habitantes são maioritariamente pessoas realojadas do antigo Casal Ventoso. O bairro sofre até hoje de exclusão social severa, fraca coesão comunitária e guetização do território. A Academia Cidadã intervém neste bairro desde 2016, com o projeto sociodesportivo e de capacitação comunitária Outros Campeonatos, do qual a ANFR foi parceira e mentora, e que contou com financiamento inicial do Programa BipZip da Câmara Municipal de Lisboa.

 Bola Colorida no Facebook

Street Dance

Motricidade • Desenvolvimento rítmico • Lateralidade • Interpretação musical • Noção de espaço e tempo • Formação artística • Sociabilidade • Auto-estima

Street Dance é um projeto de dança de rua que se desenvolveu no Espaço Comunitário do bairro Padre Cruz em Carnide. Procurou promover as competências motoras e sociais de crianças e jovens, entre os 8 e os 24 anos, residentes no bairro, bem como atrair públicos de outras zonas da cidade de Lisboa. É um projeto de âmbito local que ofereceu aulas de dança a preços simbólicos, eu a conhecer e a experimentar as danças de rua e os seus diferentes estilos – Break dance, Popping, Locking, House, Ragga, Wacking e outros. O Street Dance transmite de forma simples, informal e objetiva os benefícios que a dança propícia ao corpo e à mente, com base em abordagens sociodesportivas atuais que, em simultâneo, promovem a inclusão sociocultural – o Hip hop é considerado uma expressão artística de cunho social com poder de transformação. Através deste projeto os participantes são integrados numa disciplina artística de expressão corporal que lhes é muito apelativa e beneficia a sua motricidade, desenvolvimento rítmico, lateralidade, interpretação musical, noção de espaço e tempo, além de ter impactos muitos positivos na construção da auto-estima e auto-imagem. O projeto descorreu entre fevereiro de 2015 e Dezembro de 2018 e contou com o apoio da Junta de Freguesia de Carnide.

Recriar BPC

Projeto de intervenção comunitária para requalificação do espaço público – reaqualificação de praça comunitária e instalação de piso sociodesportivo, e educação não formal de jovens em situação de desocupação. O Recriar BPC integra oficinas sociais e criativas que fazem recurso inovador das metodologias sociodesportivas de Futebol de Rua e de outras metodologias como a capacitação em upcycling e bricolagem, a participação e o trabalho de rua. A ANFR foi coprodutora do projeto que aconteceu ao abrigo do Programa BipZip – Parcerias Locais 2015-2018, promovido pela Câmara Municipal de Lisboa. Recriar BPC no facebook

Enter the Game Too

Enter the Game Too começou por envolver a participação de elementos da ANFR, entre 2013 e 2014, no long-term training course for youth workers (curso de longa duração para trabalhadores/as sociais na área da juventude) que se realizou em Estrasburgo, ao abrigo do projeco Enter do Conselho da Europa. Em fevereiro de 2014, com o financiamento da fundação SOROS-OSF, o Enter the Game Too promoveu na freguesia de Carnide, ao longo de cerca de um ano, uma estrutura participativa e de educação informal para a consciencialização e capacitação juvenil em torno dos direitos sociais, fazendo recurso inovador das metodologias sociodesportivas de Futebol de Rua e de outras metodologias como a capacitação em cultura mediática, a participação e o trabalho de rua. No âmbito deste projeto foram desenvolvidas várias valências e atividades com cerca de 35 jovens, entre os 16 e os 35 anos: treinos e eventos sociodesportivos de Futebol de Rua para consciencialização e debate dos direitos sociais (saúde, educação, emprego, habitação, mobilidade, proteção social e jurídica, não-discriminação); workshops de capacitação juvenil para a liderança, empowerment pessoal e comunitário, com foco na cultura mediática e direitos sociais; dinamização de plataforma on-line pelos/as jovens para a defesa dos direitos sociais na comunidade; ações de sensibilização e ação cívica junto de grupos e organizações da comunidade.

Pop Up Bairros 2010-11

O Pop Up Bairros foi realizado no contexto do festival de cultura urbana – Pop Up Lisboa 2010, e desafiou um grupo multidisciplinar de artistas e criadores/as a “habitarem” o bairro social Portugal Novo, nas Olaias em Lisboa. A ANFR presidiu a comissão executiva do projeto que contou com o financiamento da Câmara Municipal de Lisboa para desenvolver parte da sua atividade. O Pop Up Bairros teve como principais objetivos: valorizar os espaços comuns e outras zonas degradadas do bairro através da criação de projetos artísticos site-specific; contribuir para a criação de imagens novas e positivas do bairro Portugal Novo; promover dinâmicas participativas que permitissem criar momentos de contacto e partilha entre habitantes e habitantes e forasteiros/as; estimular o desenvolvimento de sentimentos de pertença e apoiar a sociabilização da comunidade local; despertar o interesse do público em torno de comunidades urbanas habitualmente estigmatizadas ou excluídas do circuito cultural da cidade. O Futebol de Rua foi a metodologia e prática que permitiu mobilizar a comunidade em torno das várias atividades desenvolvidas.

Play for the Job

Realizado em 2010 na Lx Factory, o projeto Play for the Job foi organizado em parceria com Ministério do Trabalho e Solidariedade Social e a revista Fórum Estudante e destinado a jovens finalistas e recém-licenciados/as à procura do 1º emprego. A iniciativa convidou os participantes para uma ação de recrutamento e formação inédita, que incluiu entrevistas de emprego, workshops temáticos sobre novas forma de trabalho, convívio e alargamento de redes sociais. Um campeonato de Futebol de Fua foi a metáfora que orientou o formato da iniciativa – ação de recrutamento rápido que aconteceu dentro das linhas de um jogo onde os/as participantes buscavam vitórias no campo da vida. A maioria dos/das participantes considerou o evento inovador, útil e pertinente.

Mais Equipa Melhor Bairro

Realizado em 2009, o Mais Equipa Melhor Bairro foi um projeto piloto da ANFR que apostou na sensibilização, divulgação e disseminação da metodologia sociodesportiva de Futebol de Rua junto de organizações intervenientes no bairro Padre Cruz e áreas envolventes. O projeto organizou-se em torno de ações de formação teóricas e práticas, que tiveram por foco a preparação de equipas de Futebol de Rua pelas entidades participantes e a organização de um torneio comunitário, onde todas as equipas foram chamadas a competir e que foi produzido pelos formandos e formandas, no âmbito da formação introdutória à produção de eventos sociodesportivos.