Home > Bola Colorida

O Bola Colorida resulta da estreita colaboração entre a Associação Nacional de Futebol de Rua (ANFR) e a Academia Cidadã (AC). É financiado pela Federação Portuguesa de Futebol e pela Junta de Freguesia de Carnide. Com implementação em dois bairros lisboetas, a Horta Nova (Carnide) e a Quinta do Cabrinha (Alcântara), utiliza o futebol de rua para promover a inclusão das crianças e jovens vítimas de vulnerabilidade social aí residentes, para a sua capacitação e promoção do diálogo intercultural.

Dois bairros, duas equipas – uma ferramenta!

(1) O bairro da Horta Nova, com uma população maioritariamente de etnia cigana, ascendência africana e portuguesa, sofre de grande vulnerabilidade socioeconómica devido a barreiras culturais, sociais e territoriais. Há já dois anos que a ANFR intervém neste território, num primeiro momento, em parceria com a Associação Jardins Escolas João de Deus, no projeto BIP/ZIP ‘Oficinas João de Deus’ e, posteriormente, através de um pequeno apoio anual da Junta de Freguesia de Carnide com a atividade ‘Futrua na Horta Nova’.

(2) A Quinta do Cabrinha, em Alcântara, cujos habitantes vieram maioritariamente do antigo Casal Ventoso, sofre ainda hoje de exclusão social severa,  fraca coesão comunitária e guetização do território. A AC já intervém no Cabrinha desde 2016, com o projeto sociodesportivo e de capacitação comunitária “Outros Campeonatos”, no qual a ANFR foi parceira e mentora, e que funcionou com um apoio financeiro inicial da CML (programa BIP/ZIP), entretanto terminado.

O Bola Colorida aparece para dar novo fôlego às intervenções já iniciadas em ambos os bairros, pelas duas organizações. Utiliza como ferramenta de intervenção social o Futebol de Rua, uma modalidade mundialmente conhecida pelos seus fins sociais. A comprová-lo, estão as mais de 100 organizações que utilizam o Futebol de Rua como instrumento de desenvolvimento social (http://www.streetfootballworld.org). Esta ferramenta sociodesportiva permite, nas pessoas que dela beneficiam, abordar aspectos dos seus comportamentos e atitudes, através do estabelecimento de paralelos entre as situações vivenciadas em campo e na vida quotidiana, pessoal e social. Alia, ao treino físico e motor, o treino de competências pessoais e sociais, permitindo a diminuição da violência, da indisciplina e do insucesso escolar, bem como dos estigmas sociais. Provoca assim o desenvolvimento comunitário, com o fortalecimento de lideranças comunitárias e de práticas colaborativas.

A caminho da interculturalidade

Através do Bola Colorida serão instaladas, em primeiro lugar, duas equipas de futebol de rua, respetivamente, uma na Horta Nova e outra no Cabrinha. Depois, cada uma das equipas visitará a outra, as vezes suficientes para que ambas se fundam numa única equipa, a do Bola Colorida. Depois de formada a equipa Horta Nova – Cabrinha, há que abrir novos horizontes e assim se iniciam as ações de intercâmbio. As crianças e jovens do Cabrinha e da Horta Nova visitam organizações de grupos socialmente discriminados (comunidades de etnia cigana, pessoas refugiadas, LGBTI+) para realizar novas parcerias e apresentar a ferramenta do futebol de rua como forma de capacitação e desenvolvimento comunitário. Desta forma, é possível a transferibilidade do futebol de rua para novos públicos e territórios, ajudando-os na sua organização, desenvolvimento e estabelecimento de sinergias positivas, promovendo a igualdade de género, a aceitação da diferença, o combate ao racismo e à discriminação pela orientação sexual e a luta contra a xenofobia, temáticas fundamentais na área da dignidade e dos direitos humanos. No final, em modo de consolidação, haverá um grande evento de futebol de rua, público, a ocorrer numa praça lisboeta, em que todos as entidades envolvidas ao longo do projeto são convidadas a participar numa competição social.

Através do Bola Colorida, a ANFR e a AC pretendem não só capacitar pessoas e organizações, mas também celebrar a interculturalidade, a comunhão, a cooperação, na certeza que, independentemente das diferenças que nos separam, se nos juntarmos seremos mais fortes para assim criarmos um mundo melhor!

Página de Facebook do projeto